Páginas

2leep.com

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Bidê ou Balde

Bidê ou Balde é uma banda de rock brasileira formada em 1998 na cidade de Porto Alegre no Rio Grande do Sul.
O nome da banda não tem qualquer significado. Muitos perguntam de onde veio esse nome, mas a banda, a cada vez que é perguntada, mente uma nova resposta.
Integrantes
O grupo é composto por Carlinhos Carneiro (vocal), Rodrigo Pilla (guitarra), Vivi Peçaibes (vocal/teclado) e Leandro Sá (guitarra).
A banda não conta com baterista fixo desde a saída de Pedro Hahn, em 2005. Sandro Caveira ou Guilherme Netto (da banda Stratopumas) vêm tocando na banda.
Outros ex-membros incluem Katia Aguiar (vocal/teclado), Rafael Rossatto (guitarra), Pedro Hahn (bateria), Sandro Caveira (bateria), André Surkamp (baixo) e Gisele Figueredo (vocal).
Discografia
Se Sexo é o que Importa só o Rock é Sobre Amor (2000) - CD de estréia, produzido por Charlie di Pinto, conhecido como Cholly, contém o hit Melissa, cujo clipe rendeu à banda o prêmio de revelação no VMB 2001 da MTV brasileira. Também é desse disco a música E Por Que Não?, que após a gravação do Acústico MTV Bandas Gaúchas, alguns anos depois, rendeu à banda processos com acusações de incentivo ao incesto e pedofilia.
Outubro ou Nada (2002) - Produzido por Thomas Dreher, o CD mais ambicioso da banda, foi sucesso de crítica mas não tão bem recebido pelo grande público quanto o primeiro disco. Destacam-se as músicas Hollywood #52, Soninho e Cores Bonitas, que contaram com arranjos de cordas e sopros idealizados pelo maestro Leonardo Boff.
É Preciso dar Vazão aos Sentimentos (2004) - Último disco da banda, marcado por mudanças de sonoridade após a saída da tecladista Katia Aguiar, apresentando melodias mais simples e baseadas no peso das guitarras de Rodrigo Pilla e Leandro Sá. O grande destaque é a música Mesmo que Mude. Duas versões desse disco foram lançadas. A primeira, com uma capa prateada conta com 10 músicas, entre elas a cover de Hoje do Camisa de Vênus, com participação do próprio vocalista da banda homenageada, Marcelo Nova.
A segunda versão, de capa branca, conta com nove das dez canções da versão prateada (a música Hoje não está no cd) e mais 4 faixas bônus remixadas. A versão cinza teve tiragem limitada e é vendida nos shows da banda, enquanto a versão branca é vendida juntamente da revista Outracoisa em bancas de jornal pelo país.
Participaram ainda em 2005 do CD e DVD Acústico MTV Bandas Gaúchas, junto com Ultramen, Cachorro Grande e Wander Wildner, em que gravaram as músicas Melissa (com a participação de Roger Rocha Moreira, do Ultraje a Rigor), Mesmo que Mude, Bromélias, Microondas e E Por Que Não. Após processos movido por ONGs militantes pelos direitos da criança e da mulher, a MTV foi obrigada a relançar o CD e DVD sem essa última música, o que promoveu uma intensa discussão sobre a censura e a liberdade de expressão artística no Brasil.
 Clipes
Melissa (2001), dirigido por Maurício Eça (video)
E Por Que Não (2002), dirigido por Cristiano Zanella
Bromélias (2003), dirigido por Marcelo Nunes (video)
Cores Bonitas (2003), dirigido por Rafael Grampá
É Preciso dar vazão aos sentimentos (2004), dirigido por Marcelo Nunes
Hoje (2005), dirigido por Vinícius Menezes
Microondas (2005), retirado do "Acústico MTV Bandas Gaúchas"
E Por Que Não (2005), retirado do "Acústico MTV Bandas Gaúchas" [banido de execução pública]
Mesmo Que Mude (2005), retirado do "Acústico MTV Bandas Gaúchas" 
site oficial clique aqui 



Um comentário:

  1. Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

    Saiba como no link Música em troca de Fraldas

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu urbanocomentário. Ele é o combustível do Urbanascidades.